Macri anuncia redução de 25% dos cargos e congelamento de salários no governo

  • Por EFE
  • 29/01/2018 12h00
EFEA saída de cerca de 1.000 funcionários públicos representará uma economia de 1,5 bilhão de pesos (US$ 75 milhões) para o governo

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou nesta segunda-feira uma redução de 25% dos cargos políticos do Executivo e o congelamento dos salários dos funcionários, e afirmou que proibirá que qualquer familiar dos ministros possa fazer parte do governo.

Em um ato na Casa Rosada, sede do Executivo em Buenos Aires, o governante revelou que a saída dos que serão cerca de 1.000 funcionários públicos representará uma economia de 1,5 bilhão de pesos (US$ 75 milhões) para o governo.

“Espero que este exemplo seja seguido por todos na política argentina e convido as administrações públicas de todas as jurisdições do país a tomar medidas similares. Temos que continuar melhorando a institucionalidade, a integridade e a transparência na política”, declarou.