Maduro marcha com militares para mostrar que tem apoio das Forças Armadas

Em ato com milhares de soldados e transmitido pela TV, Maduro foi claro: “estamos em um combate”

  • Por Jovem Pan
  • 02/05/2019 11h52
Divulgação/Ministério Defesa da VenezuelaMaduro (ao centro) marchou ao lado do ministro da Defesa, Vladimir Padrino, e com milhares de militares

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou as Forças Armadas a combater “qualquer golpista” após uma tentativa de levante militar liderada por Juan Guaidó, líder da oposição e presidente autoproclamado do país.

Em ato com milhares de soldados e transmitido pela TV, Maduro foi claro: “estamos em um combate”. Durante o evento, o alto comando militar reiterou sua lealdade ao presidente. O presidente venezuelano chegou a marchar com militares para mostrar o apoio das Forças Armadas.

Repetindo o tema “leais sempre, traidores nunca”, Maduro destacou que não se deve ter medo frente a obrigação de desarmar conspirações dos opositores e dos Estados Unidos.

Em cerimônia com cerca de 4,5 mil militares, segundo seu governo, Nicolás Maduro disse ainda que ninguém pode ter medo: “é a hora de defender o direito à paz”.

Ele disse ainda que “chegou a hora de combater, de dar um exemplo à história e ao mundo e dizer que na Venezuela há Forças Armadas consequentes, leais, coesa e unida como nunca antes, derrotando intentonas golpistas de traidores que se vendem aos dólares de Washington”.