Maduro ordena transferência de escritório europeu da PDVSA para Moscou

  • Por Jovem Pan
  • 01/03/2019 19h00
Kirill Kudryavtsev/AFPTema de encontro foi cooperação entre os dois países

Em encontro entre a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, aliada de Maduro, e o ministro de relações exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, a aliança entre os dois países foi discutida. A Rússia prometeu continuar com seu apoio a Maduro e sua ajuda humanitária a Venezuela, com o envio especialmente de medicamentos e a vice venezuelana anunciou a transferência do escritório europeu da petrolífera PDVSA, que hoje se encontra em Lisboa, Portugal, a Moscou. A informação é da Folha de S. Paulo.

Acuado pelos desdobramentos da crise e a repercussão negativa do fechamento das fronteiras com Brasil e Colômbia na semana passada, Maduro determinou que a vice anunciasse na reunião de Moscou a transferência da sede europeia da PDVSA.

Rodríguez alegou que a mudança é uma forma de garantir a cooperação entre os dois países.

Já Lavrov reafirmou a disposição da Rússia de continuar apoiando Maduro. “A Rússia continuará ajudando as autoridades da Venezuela a resolver as dificuldades econômicas e sociais, inclusive mediante a concessão de ajuda humanitária legítima”, declarou o ministro.

Quando prestou solidariedade a Nicolás Maduro por parte de Vladimir Putin, Lavrov disse que o ditador é vítima de um “ataque frontal em seus assuntos internos” por parte dos países ocidentais que reconheceram Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.