Mais de 400 manifestantes foram detidos desde início de protestos no Irã

  • Por Agência EFE
  • 02/01/2018 09h03
EFE Por enquanto, as autoridades não deram números sobre detidos no resto do país por causa dos protestos, que desde que começaram na quinta-feira já deixaram 20 mortos

Cerca de 450 manifestantes foram detidos nos últimos três dias em Teerã durante os protestos contra as políticas econômicas do Governo do presidente iraniano, Hassan Rohani, informou nesta terça-feira um responsável do departamento de segurança do governo.

“No sábado foram 200 pessoas, no domingo 150 e ontem, segunda-feira, 100”, disse o vice-governador da província de Teerã, Ali Asgar Naserbajt, informou a agência local iraniana de notícias “ILNA”.

Por enquanto, as autoridades não deram números sobre detidos no resto do país por causa dos protestos, que desde que começaram na quinta-feira já deixaram 20 mortos.

Naserbajt lamentou os distúrbios dos últimos dias e disse que qualquer tipo de concentração ao ar livre requer a permissão do Ministério do Interior.

No centro de Teerã, “os manifestantes desceram os passageiros de um táxi e o incendiaram”, criticou o responsável.

Além disso, explicou que pediu aos manifestantes que abandonassem as ruas e que nos casos em que destruíram os “recursos públicos e atacaram pessoas”, a polícia realizou detenções.

Com relação às manifestações em Teerã, Naserbajt explicou que ontem o número de participantes nos protestos tinha diminuído.