Mais de sete mil pessoas são evacuadas de Mariupol neste domingo, relata governo ucraniano

Cidade está sob forte ataque russo; outras três mil conseguiram deixar Kiev

  • 20/03/2022 21h14
Maxar Technologies / EFE Área de teatro em Mariupol bombardeada por russos Área de teatro em Mariupol bombardeada por russos; civis se abrigavam no local

Sob forte ataque russo, a cidade de Mariupol teve 7.295 pessoas evacuadas através de um corredor humanitário neste domingo, 20, de acordo com a vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk. Através do Telegram, Vereshchuk informou que 3.985 pessoas saíram de Mariupol e foram para Zaporizhzhia, em ônibus e carros particulares; nesta segunda, 21, está previsto o envio de até 50 ônibus para a cidade para continuar a retirar os civis da zona de conflito. A ministra ainda disse que não foi possível realizar a evacuação de Borodyanka por causa de uma violação do cessar-fogo por parte da Rússia. Um comunicado divulgado por Kirilo Timoshenko, consultor do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, relata que pelo menos 3.310 pessoas deixaram a região de Kiev.

Mariupol está cercada por forças russas e tem sido bombardeada constantemente – os ucranianos afirmam que os russos atacaram até mesmo uma maternidade, além de um teatro e uma escola de artes onde centenas de pessoas se abrigavam. A cidade é um dos portos ucranianos no Mar de Azov e é importante para a estratégia russa por permitir uma ligação entre a Crimeia e o Donbas, duas regiões controladas por Moscou. Zelensky afirmou neste domingo que o cerco à cidade será “um crime de guerra que será lembrado por séculos”.