May aceita emendas a projeto alfandegário do Brexit propostas por radicais

  • Por Estadão Conteúdo
  • 16/07/2018 17h41
Agência EFECríticos afirmam que May cedeu à pressão dos apoiadores do Brexit, que desejam um rompimento total com a Europa

A primeira ministra britânica, Theresa May, aceitou nesta segunda-feira (16) quatro emendas a um projeto de lei alfandegário proposto por líderes radicais do Brexit (como é chamado o processo de saída do Reino Unido da União Europeia), que se opunham a um “livro de regras comuns” com a UE depois de deixar o bloco.

Segundo um porta-voz de Downing Street, o governo não se opôs às emendas porque são coerentes com o plano de May para deixar a UE. Críticos, entretanto, afirmam que May cedeu à pressão dos apoiadores do Brexit, que desejam um rompimento total com a Europa.

As emendas limitariam a capacidade do governo de estabelecer os arranjos alfandegários que May defende, que manteriam laços estreitos entre o Reino Unido e a Europa. Eles foram propostos pelo Grupo Europeu de Pesquisa, o braço de pesquisa do Partido Conservador de May, liderado pelo parlamentar Jacob Rees-Mogg.