May deixa nesta sexta-feira a liderança do Partido Conservador no Reino Unido

Ela permanecerá como primeira-ministra do Reino Unido até que seu sucessor seja eleito, o que deve ocorrer na segunda quinzena de julho

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2019 10h24
Agência EFEA primeira-ministra britânica, Theresa May, se emocionou ao renunciar ao cargo há duas semanas

Theresa May deixa a liderança do Partido Conservador nesta sexta-feira (7). Ela permanecerá como primeira-ministra do Reino Unido até que seu sucessor seja eleito, o que deve ocorrer na segunda quinzena de julho.

A expectativa é que a ainda primeira-ministra remeta a carta com sua renúncia aos presidentes interinos do chamado “Comitê 1922” – que reúne os deputados conservadores sem ministério -, Charles Walker e Cheryl Gillan, e não está prevista nenhuma declaração.

Ela pediu para renunciar ao cargo em 24 de maio, após o fracasso das negociações para o Reino Unido deixar a União Europeia. O pacto negociado com Bruxelas por quase dois anos foi rejeitado três vezes pela Câmara dos Comuns e forçou o Reino Unido a adiar o Brexit, do último 29 de março para 31 de outubro deste ano.

A partir da próxima segunda-feira, dia 10, membros do Partido Conservador terão uma semana para se inscrever e concorrer à liderança da legenda e, consequentemente, ao cargo de premiê. Em seguida, haverá uma série de votações, no dias 13, 18, 19 e 20, entre os deputados conservadores a fim de eliminar os candidatos até que fiquem apenas dois. Esses últimos serão submetidos ao voto dos membros do Partido Conservador.

Pelo menos dez membros do partido já confirmaram intenção de participar do processo. Entre eles, está o prefeito de Londres, Boris Johnson; o ministro de Relações Exteriores, Jeremy Hunt; e o ministro do Meio Ambiente, Michael Gove.

*Com informações da Agência EFE