McDonald’s anuncia retirada total da Rússia após 30 anos de operação

Decisão é uma resposta à invasão à Ucrânia que completa três meses no dia 24 de maio; rede de fast food emprega 62 mil pessoas

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2022 10h49 - Atualizado em 16/05/2022 10h51
AFP MMc donald's Rússia Empresa de fast food se juntou a outras empresas que encerram seus serviços na Rússia

Dois meses após anunciar o fechamento das mais de 800 lojas que possui na Rússia, a rede de fast food McDonald ‘s, informou nesta segunda-feira, que está se retirando do território russo e venderá todas as suas operações. Essa é mais uma resposta à invasão à Ucrânia que já beira os três meses. “Estamos comprometidos com nossa comunidade mundial e devemos permanecer inflexíveis em nossos valores”, afirmou o CEO do grupo, Chris Kempczinski, em um comunicado da empresa. “Respeitar nossos valores significa que não podemos manter o McDonald’s na Rússia“, acrescentou.

A rede de fast food está presente no país há 30 anos – o primeiro restaurante foi aberto na União Soviética – e possui mais de 850 restaurantes que dão emprego para 62 mil funcionários. A Rússia, onde o McDonald’s administra diretamente mais de 80% de seus restaurantes que levam seu nome, representa 9% do faturamento total da empresa e 3% de seu lucro operacional. Em março quando informou o fechamento das lojas, Kempczinski tinha avisado que eles continuariam acompanhando a situação humanitária e que não havia previsão de quando os restaurantes iriam reabrir. Na ocasião, centenas de russos lotaram unidades da franquia para aproveitar os últimos dias de operação.