México: Mais de 10 mil mortes estão subnotificadas na capital

Com base nesses dados, a subnotificação poderia ser de 10.003 a 11.892 mais mortes por Covid-19 na capital, o local mais afetado pela pandemia no país

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2020 17h38
EFE/EPA/ETIENNE LAURENTO México é um dos países mais afetados pela pandemia

Um relatório do governo da Cidade do México indica uma possível subnotificação de mais de 10 mil mortes por Covid-19 entre março e agosto, os primeiros seis meses do coronavírus Sars-CoV-2 no país. No levantamento oficial de “Excesso de Mortalidade”, o governo da capital mexicana contabilizou 20.535 certidões de óbito nas quais “o médico reporta associação com a Covid-19 ou suspeita de Covid-19”. Os dados contrastam com o comunicado técnico diário de 31 de agosto, quando a Secretaria de Saúde contabilizava 10.532 mortes na Cidade do México, enquanto o site oficial “coronavirus.gob.mx” reporta agora um total de 8.643 óbitos ocorridos na cidade até o momento.

Com base nesses dados, a subnotificação poderia ser de 10.003 a 11.892 mais mortes por Covid-19 na capital, o local mais afetado pela pandemia no México. O relatório detalha que 15.106 das certidões de óbito são de residentes da cidade, o equivalente a 73,5%, enquanto 23,9% pertencem a habitantes do Estado do México e o restante a originários de outras regiões.

Tanto o Registro Civil local como a Secretaria de Saúde federal reportam as mortes com base no local de ocorrência, não de origem, do falecido. “Durante o período de estudo, 6,8% das mortes causadas por Covid-19 ou suspeitas de Covid-19 ocorreram no domicílio do indivíduo, 91,8% em um hospital, e 1,4% em um lugar diferente”, detalhou o documento. O México acumula 680.931 casos e 71.978 mortes por Covid-19.

*Com informações da EFE