Michelle Obama revela ter sofrido aborto espontâneo em livro de memórias

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2018 13h58 - Atualizado em 09/11/2018 14h01
Reprodução/FacebookA autobiografia de Michelle Obama será lançada na semana que vem

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama está lançando um livro de memórias em que revela ter se sentido “perdida e sozinha” após sofrer um aborto espontâneo. Aos 54 anos, ela também disse passou com Barack Obama por tratamentos de fertilização in vitro para que pudessem gerar as filhas Sasha e Malia, agora com 17 e 20 anos, respectivamente.

“Senti que fracassei porque não sabia o quão comum eram os abortos espontâneos, ninguém fala deles”, afirmou Michelle, durante uma entrevista transmitida nesta sexta-feira (9) pelo programa Good Morning America, da rede ABC. “Nós mulheres ficamos com nossa dor, pensando que de alguma forma estamos doentes.”

Obra discutirá racismo e terá críticas a Trump

Dias antes do lançamento oficial de sua autobiografia intitulada “Becoming” (no Brasil, a publicação será “Minha história”), a agora escritora contou que a obra vai tratar abertamente vários momentos de sua vida, desde o crescimento em Chicago até ser vítima de racismo já como figura pública. E, claro, como foi sua vida de primeira mulher negra a ser primeira-dama nos EUA.

O livro é um dos mais aguardados no universo político norte-americano. Em versão antecipada obtida por uma agência de notícias, Michelle expressa indignação com o atual presidente do país, Donald Trump e descreve ter ficado espantada quando foi informada de que seu marido seria substituído pelo republicano. Ela, porém, faz poucos comentários sobre seus anos na Casa Branca.

*Com informações do Estadão Conteúdo