Ministro argentino diz que ‘não há no mundo tecnologia para retirar 2,3 mil toneladas do fundo do mar’

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2018 17h26
EFE/Divulgação Marinha ArgentinaGoverno tem sustentado que não tem capacidade técnica de resgatar o submarino

Oscar Aguad, ministro de Defesa da Argentina, disse neste domingo (18) que as chances de resgate do submarino ARA San Juan, desaparecido há cerca de 1 ano e recém-localizado a 900 metros de profundidade no Oceano Atlântico, são pequenas. 

“A Argentina não conta com meios técnicos para resgatar ou emergir o submarino. Não deve haver no mundo tecnologia para retirar 2,3 mil toneladas de peso do fundo do mar”, afirmou em entrevista à Rádio Mitre.

Ele explicou ainda que o governo tem dinheiro para contratar uma empresa especializada nesse tipo de operação, mas ressaltou que, caso encontre a tecnologia para fazer essa retirada, o processo deve demorar “muitos anos”. “É um equipamento de 2,3 mil toneladas.”

Criticado pelos parentes dos 44 tripulantes que estavam a bordo no desaparecimento, Aguad ressaltou que sempre “disse a verdade” e que a localização da embarcação é uma prova disso. “Ele afundou por uma implosão, não por fatores externos. Não estou e nem estive em condições de mentir aos familiares. Não temos capacidades técnicas para trazê-lo do fundo do mar”, disse novamente.

*Com informações da EFE