Covid-19: Moscou terminará quarentena nesta terça-feira, diz prefeito

  • Por Jovem Pan
  • 08/06/2020 11h24
EFE/EPA/SERGEI CHIRIKOVO relaxamento das medidas de restrição continuará no próximo 16, quando as clínicas poderão atender a todos os seus pacientes

O prefeito de Moscou, Sergey Sobyanin, anunciou nesta segunda-feira (8) que a partir da terça-feira (9) será suspenso o confinamento em vigor na capital da Rússia desde 26 de março para conter a pandemia da Covid-19.

“Voltamos à vida normal”, escreveu Sobyanin em seu blog, ao pedir o fim do “auto-isolamento” e o cancelamento do sistema de passe digital para que os cidadãos possam se deslocar pela cidade.

Com o fim do confinamento, os cabeleireiros, salões de beleza, estúdios fotográficos, clínicas veterinárias e agências de emprego poderão ser reabertos. Assim como as organizações sociais, estúdios de cinema e instituições científicas recuperam suas atividades habituais.

O relaxamento das medidas de restrição continuará no próximo 16, quando as clínicas poderão atender a todos os seus pacientes e não apenas tratar casos de emergência. No mesmo dia, museus, salas de exposições e zoológicos serão reabertos. Também será possível assistir a eventos esportivos – o Campeonato Russo recomeça no próximo dia 19 – desde que não exceda 10% da capacidade.

Restaurantes e cafés também poderão retomar o atendimento ao cliente, mas apenas em terraços, e apenas uma semana depois, estarão autorizados a atender seus clientes dentro dos estabelecimentos. A etapa final do desconfinamento começará no dia 23, com a reabertura de academias e piscinas e com a suspensão das restrições ao funcionamento das creches.

Embora Moscou seja o principal foco de casos do novo coronavírus no país, as infecções diárias caíram pela metade nas últimas três semanas. De acordo com o último balanço oficial, a Rússia acumula 476.658 casos e 5.971 mortes por Covid-19.

*Com informações da EFE