Na Itália, terremoto atinge região do vulcão Etna e deixa 10 feridos

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2018 10h29
EFEO Etna, com 3.300 metros, é o vulcão mais ativo da Europa, com erupções frequentes, conhecidas há pelo menos 2.700 anos

A região do vulcão Etna, na Itália, que entrou em erupção na segunda-feira (24), foi abalada por um terremoto de 4,8 graus na escala Richter de magnitude na madrugada desta quarta-feira, 26, que deixou pelo menos dez pessoas levemente feridas e provocou danos em prédios antigos, informou o Serviço de Proteção Civil italiano.

O subsecretário de governo Vito Crimi disse que não foram registradas mortes. A agência de notícias italiana Ansa informou que um homem de 80 anos foi retirado dos escombros de uma casa.

O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) informou que o terremoto foi registrado durante a madrugada a apenas 1 km de profundidade. Uma pequena parte de uma estrada à beira-mar foi fechada por precaução, mas o Aeroporto de Catania, a capital da província, muito próximo do vulcão, permaneceu aberto.

Após o terremoto de 4,8 graus na escala Richter, a região registrou 11 tremores secundários. De acordo com o INGV, centenas de tremores – na sua maioria, imperceptíveis – foram registrados desde segunda-feira, 24, pouco depois do início da erupção, que aconteceu na parte lateral do Etna, a primeira em 10 anos.

O Etna, com 3.300 metros, é o vulcão mais ativo da Europa, com erupções frequentes, conhecidas há pelo menos 2.700 anos.

*Com Estadão Conteúdo