Naufrágio deixa 58 migrantes mortos na costa da Mauritânia; 85 nadaram até a costa

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2019 11h20
Reprodução/Google MapsEmbarcação tinha como destino Ilhas Canárias, na Espanha

Pelo menos 58 migrantes morreram no naufrágio de um barco na costa da Mauritânia, na África, de acordo com informações divulgadas pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) nesta quinta-feira (5). Outros 85 passageiros conseguiram nadar até a costa.

Segundo Ministério do Interior da Mauritânia, dos 85 sobreviventes, dez estão hospitalizados em estado grave. Entre os mortos, estão pelo menos uma criança e três mulheres. Sobreviventes relataram ao governo do Estado que muitos jovens entre os 20 e os 30 anos também estavam na embarcação. O número de desaparecidos, portanto, ainda é desconhecido.

O navio saiu de Gâmbia, ao sul do Senegal, no dia 27 de novembro com cerca de 150 a 180 pessoas, e tinha como destino Ilhas Canárias, na Espanha. Segundo a polícia, a maioria dos ocupantes era gambiana, mas também com um grande número de senegaleses.

Segundo a OIM, cujos agentes recolheram depoimentos de alguns sobreviventes, o navio estava ficando sem combustível quando se aproximou da costa de Nouadhibou, presumivelmente em uma tentativa de reabastecimento. Durante a manobra, a embarcação bateu em um arrecife, tombou e todos os seus ocupantes caíram na água.

Apenas aqueles que sabiam nadar puderam chegar à costa e ficar em segurança, segundo os relatos.

*Com informações da Agência EFE