Netanyahu se reunirá com Putin cinco dias antes das eleições em Israel

  • 02/04/2019 15h15
EFE"Os laços que tenho com os líderes mundiais são um ativo muito importante para o Estado de Israel", declarou o líder durante a visita do presidente Jair Bolsonaro a seu país

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, viajará na quinta-feira, 4, para Moscou para se encontrar com o presidente russo, Vladimir Putin. O encontro ocorrerá a cinco dias para as eleições gerais de Israel, que pode determinar a saída de Netanyahu do poder.

A visita à Rússia segue uma intensa agenda do chefe do Executivo israelense nas semanas prévias ao pleito, de acordo com as pesquisas, que colocam o partido Azul e Branco, do antigo chefe do Estado Maior Beni Gantz, como líder nas intenções de votos.

Na última semana de março, o primeiro-ministro viajou para os Estados Unidos e nesta semana recebeu em Jerusalém o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Pouco antes, Netanyahu tinha recebido em Israel o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

“Os laços que tenho com os líderes mundiais, com Putin, com Modi da Índia, com Bolsonaro que vem aqui desde o Brasil, com Abe do Japão, com os líderes da China e de outros líderes, são um ativo muito importante para o Estado de Israel”, declarou Netanyahu em mensagem de campanha antes de partir a Washington.

“Mas nunca houve tal conexão entre um primeiro-ministro israelense e um presidente americano. É muito importante para o Estado de Israel e é importante que matenhamos essa conexão”, disse em uma clara apelação ao voto.

Netanyahu e Putin se reuniram no passado sobretudo para tratar sobre a situação na Síria, onde Moscou é aliado com Teerã no apoio ao regime do presidente Bashar Al-Assad e Israel denuncia a tentativa iraniana de se estabelecer militarmente na região.

Ambos coordenam as atividades no espaço aéreo sírio para evitar problemas entre as suas forças militares

*Com EFE