Prefeito de Nova York adia reabertura integral de bares e restaurantes

Segundo Bill de Blasio, ‘decisões prematuras’ foram tomadas em outras partes do país

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2020 14h53 - Atualizado em 02/07/2020 07h45
EFE/EPA/JUSTIN LANEPrefeito enfatizou que, neste momento da pandemia, "não é possível avançar"

Os bares e restaurantes de Nova York deverão continuar funcionando apenas em áreas externas e terraços. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (1º) pelo prefeito da cidade, Bill de Blasio. Segundo ele, esses locais estão intimamente relacionados à disseminação da Covid-19 nos estados em que estão ocorrendo novos surtos, como Flórida e Califórnia.

“Temos que tomar decisões difíceis com base nos dados. Sabemos que decisões prematuras foram tomadas em outras partes do país e que isso mais tarde se tornou um problema, especialmente com o retorno a locais fechados, como bares e restaurantes. A ciência está nos mostrando isso”, disse, durante entrevista coletiva diária.

Ele enfatizou que, neste momento da pandemia, “não é possível avançar” no retorno do serviço dentro desses estabelecimentos, cuja volta estava prevista na fase três do desconfinamento, em que a cidade entrará na próxima segunda-feira.

“Honestamente, até uma semana atrás, eu esperava que esses lugares pudessem ser reabertos. Mas as notícias que recebemos de outros estados nos mostram o caminho. Trabalharemos com o estado para adiar a abertura do interior de bares e restaurantes até que seja necessário”, completou De Blasio, ressaltando estar preocupado com os comentários do principal epidemiologista do país, Dr. Anthony Fauci, que, durante uma aparição no Senado, apontou para a possibilidade dos Estados Unidos registrarem até 100 mil casos diários de Covid-19.

*Com EFE