ONG denuncia agressões de ‘coletes amarelos’ contra jornalistas

  • Por Jovem Pan
  • 13/01/2019 17h21
EFETambém houve ameaças e agressões contra jornalistas em Toulon, Marselha, Toulouse e Pau, todas elas no sul da França

A ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) fez alerta, neste domingo (13), para o clima de assédio e intimidação aos jornalistas nos protestos dos “coletes amarelos”, na França, e denunciou várias agressões contra profissionais ocorridas nos protestos de sábado.

O secretário-geral da organização, Christophe Deloire, afirmou em entrevista no canal “BFM TV” que as hostilidades contra jornalistas “passaram do ponto”.

“Estamos diante de uma situação que já é muito grave e que ameaça piorar”, denunciou Deloire.

A inimizade dos “coletes amarelos” com a imprensa foi aumentando a cada um dos nove sábados de manifestações. Em algumas cidades, os protestos foram convocados em frente às sedes de jornais e emissoras de televisão locais.

No entanto, ontem foram registradas agressões em diferentes pontos do país, como em Ruan, onde um agente de segurança que acompanhava uma equipe do canal “LCI” teve o nariz quebrado por manifestantes que o agrediram e pisotearam.

Também houve ameaças e agressões contra jornalistas em Toulon, Marselha, Toulouse e Pau, todas elas no sul da França.

*Com Agência EFE