Ônibus cheios de migrantes são deixados perto da casa de Kamala Harris

Governador do Texas, crítico de Biden, tem transportado migrantes para cidades controladas pelos democratas no norte dos Estados Unidos

  • Por Jovem Pan
  • 25/12/2022 22h23
ABC AFFILIATE WJLA /Reuters migrantes deixados em frente casa de Kamala Migrantes são deixados perto de casa de Kamala Harris

Ônibus cheios de migrantes foram deixados perto da casa de Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos, na Véspera de Natal, em meio às baixas temperaturas que atingem o país. Segundo Tatiana Laborde, diretora do SAMU First Response, organização humanitária que atua em Washington, cerca de 110 a 130 migrantes em busca de refúgio nos Estados Unidos, incluindo muitas crianças e seus pais. Vídeos que registraram o momento, mostraram pessoas com roupas leves para o frio de -8 graus que atingiu o Washington, no sábado, 24. Segundo as emissoras locais, alguns dos migrantes receberam cobertores e foram levados para abrigos locais e uma igreja. Um voluntário da Migrant Solidarity Mutual Aid Network que os migrantes, que são do Equador, Cuba, Nicarágua, Venezuela, Colômbia e Peru, deveriam ir para Nova York, mas foram desviados pelo mau tempo. Não se sabe quem decidiu enviar os ônibus para residência de Kamala Harris, mas os migrantes também foram despachados para lá pelo governador do Texas, Greg Abbott, em setembro. O Texas transportou milhares de migrantes de ônibus para Washington, Nova York e Chicago, no que alguns críticos classificaram como uma manobra em meio a um debate nacional sobre os altos níveis de chegada de imigrantes ao longo da fronteira sul dos EUA. Vários governadores republicanos têm enviado migrantes para os estados do norte para protestar contra o aumento das passagens de fronteira.  O governador republicano, um crítico ferrenho das políticas de imigração do governo Biden, têm transportado migrantes para cidades controladas pelos democratas no norte dos Estados Unidos.

*Com informações da Reuters

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.