ONU acredita que Trump e Kim avançarão em direção a paz e desnuclearização

  • Por Agência EFE
  • 11/06/2018 14h23
Agência EFEAntónio Guterres elogiou a "coragem" dos dois líderes e disse confiar que ambos podem "romper o perigoso ciclo que gerou tanta preocupação no ano passado"

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse nesta segunda-feira (11) que acredita que a cúpula entre os líderes de Estados Unidos, Donald Trump, e Coreia do Norte, Kim Jong-un, permitirá conseguir avanços para a paz e a desnuclearização “verificável” da península coreana.

“O mundo está acompanhando de perto o que vai acontecer em algumas horas em Cingapura”, disse Guterres em um breve pronunciamento para falar da reunião entre Trump e Kim.

O diplomata português elogiou a “coragem” dos dois líderes e disse confiar que ambos podem “romper o perigoso ciclo que gerou tanta preocupação no ano passado”.

O objetivo, ressaltou Guterres, deve continuar sendo “a paz e uma desnuclearização verificável”.

“O caminho requerer cooperação, compromisso e uma causa comum. Inevitavelmente haverá altos e baixos, momentos de desacordo e duras negociações”, advertiu.

Diante dessas possíveis dificuldades, Guterres afirmou que a ONU está pronta para apoiar o processo “de qualquer maneira, incluindo a verificação se as partes solicitarem”.

“Eles são os protagonistas”, insistiu Guterres, ressaltando que as Nações Unidas simplesmente oferecem sua ajuda e que seu único objetivo é o sucesso das negociações.

O diplomata lembrou, por exemplo, que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) tem capacidade para aplicar garantias em todo material nuclear para uso pacífico e que a Organização do Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares pode ter um “papel importante” na hora de monitorar o anúncio norte-coreano de cancelamento dos testes.

Por outro lado, Guterres pediu atenção à situação humanitária na Coreia do Norte e lembrou que a ONU está tentando obter US$ 111 milhões para suprir as necessidades imediatas de seis milhões de pessoas.