Onze pessoas foram presas em protestos na Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2019 15h49
EFE/Eduardo OyanaSegundo eles, até o momento, foram duas detenções no estado de Carabobo, duas em Lara, duas em Táchira e cinco em Zulia

A organização de direitos humanos venezuelana Foro Penal informou no Twitter que, até o momento, 11 pessoas foram presas nos protestos que ocorrem nesta terça-feira (30) em todo o país. Segundo a entidade, aconteceram duas detenções no estado de Carabobo, duas em Lara, duas em Táchira e cinco em Zulia.

A instituição fornece assistência jurídica gratuita para aqueles com recursos econômicos limitados que são detidos arbitrariamente, torturados, agredidos ou assassinados durante manifestações.

O Sindicato Nacional de Trabajadores de la Prensa de Venezuela, que oferece respaldo aos trabalhadores de imprensa no país, informou, ainda, que o locutor Junior Muñoz, dono da emissora Oestereo de Punta de Mata, que fica na Zona Oeste de Monagas, foi preso nesta manhã.

Caos na Venezuela

As ruas da Venezuela foram tomadas por confrontos horas após o presidente autoproclamado, Juan Guaidó, ter convocado a população a se manifestar contra o regime de Nicolás Maduro. Maduro acusa os oposicionistas de tentativa de golpe e também convocou as pessoas a irem protestar, causando conflitos entre militares e civis.