Papa pede que governantes pensem primeiro nas pessoas diante à crise

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2020 10h34
EFE/EPA/VATICAN MEDIAFrancisco pediu que o Senhor, "tanto em nossa vida pessoal quanto em nossa vida social", sempre ajude a escolher "o bem do povo"

O papa Francisco pediu nesta segunda-feira (13), durante missa na capela da sua residência, Casa Santa Marta, aos cientistas e governantes que pensem nas pessoas diante à pandemia do novo coronavírus, e não no dinheiro.

O pontífice dedica as orações dessas missas diárias às pessoas afetadas pela covid-19 e pediu, nesta segunda, “aos governantes, cientistas, políticos, que começaram a estudar a saída, a pós-pandemia, esse ‘depois’ que já começou: para que eles encontrem o caminho certo, sempre a favor do povo”.

No final da homilia, o Papa enfatizou que “para encontrar soluções para essa pandemia, a escolha será entre a vida, a ressurreição dos povos e o deus do dinheiro. Se o dinheiro for escolhido, o caminho da fome, da escravidão, guerras, fabricação de armas, crianças sem educação… aí está a sepultura”.

Francisco pediu que o Senhor, “tanto em nossa vida pessoal quanto em nossa vida social”, sempre ajude a escolher “o bem do povo” e nunca caia “na sepultura do deus do dinheiro”.

Por conta das medidas de emergência devido à pandemia, a missa do Papa Francisco é celebrada sem os fiéis, mas é transmitida pelo Vaticano ao vivo pela internet.

*Com informações da EFE