Paraguai recaptura líder do PCC que tinha fugido de quartel de segurança máxima em Assunção

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2019 16h22
DivulgaçãoPolícia Nacional do Paraguai conseguiu localizar criminoso perto de plantação de maconha

A polícia do Paraguai prendeu nesta sexta-feira (8) um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), que tinha escapado de um quartel da capital do país – Assunção. Thiago Ximenez, conhecido como Matrix, foi encontrado na fronteira com o Brasil.

Em dezembro passado, junto com o também brasileiro Reinaldo Araújo, ele conseguiu escapar de uma unidade policial de segurança máxima. Reinaldo foi morto por agentes paraguaios esta semana, na Villa Ygatymí, no departamento de Canindeyú.

Matrix foi detido pela manhã, na mesma região em que o comparsa confrontou policiais. O ministro do Interior do Paraguai, Juan Ernesto Villamayor, afirmou que o criminoso foi coagido a se entregar em área onde há abundantes plantações de maconha.

O governo está analisando a extradição do criminoso para o Brasil, assim como tem feito com outros integrantes de  grupos criminosos brasileiros que atuam no país. O PCC surgiu na cidade de São Paulo e tem se espalhado pela América Latina.

No Twitter, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez parabenizou a Polícia Nacional “pela detenção e recaptura de um dos chefes principais da organização PCC”. A facção também tem braços na Bolívia, na Colômbia, na Guiana e no Peru.

*Com informações da EFE