Parlamento britânico aprova emenda que obriga o adiamento do Brexit

  • Por Jovem Pan
  • 19/10/2019 11h31
EFEIniciativa foi aprovada por 322 votos a favor e 306 contra

A Câmara dos Comuns do Parlamento britânico aprovou em sessão extraordinária neste sábado (19) uma emenda que obriga o governo do primeiro-ministro Boris Johnson a solicitar um adiamento do Brexit para depois de 31 de outubro, até então a data prevista para que o Reino Unido saia da União Europeia (UE).

A iniciativa, impulsionada pelo deputado ex-conservador e agora independente Oliver Letwin, foi aprovada por 322 votos a favor e 306 contra.

A proposta de Letwin pede o adiamento da ratificação definitiva do acordo do Brexit até que a legislação que deve implementá-lo seja aprovada, o que obriga Johnson a solicitar outro prazo para depois de outubro.

Os parlamentares se reuniram com milhares de pessoas protestando no centro de Londres.

May havia pedido votos

A ex-primeira-ministra britânica Theresa May fez campanha nesta manhã, no Parlamento, pelo voto a favor do novo acordo do Brexit elaborado pelo atual premiê, o também conservador Boris Johnson. “Todos aqueles que querem evitar um Brexit sem acordo têm que votar a favor”, afirmou na Câmara dos Comuns.

May, que renunciou após o Parlamento rejeitar três vezes o acordo que ela tinha selado com a União Europeia (UE), ressaltou que os cidadãos e as empresas britânicas precisam que termine a “incerteza” do processo do Brexit.

“Os investidores querem poder investir no Reino Unido, querem saber que este país segue para frente”, afirmou a ex-governante, ao frisar a necessidade de cumprir o resultado do referendo de junho de 2016, no qual 51,9% dos eleitores optaram por retirar o país da UE.

*Com EFE