Parlamento britânico rejeita acordo do Brexit pela segunda vez

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2019 16h38
EFETheresa May sofreu nova derrota na votação do Brexit, nesta terça-feira (12)

O parlamento britânico rejeitou pela segunda vez, nesta terça-feira (12), o acordo que estabelece as regras para o Brexit, a saída do Reino Unido com a União Europeia (UE), impondo mais uma derrota à primeira-ministra Theresa May.

Por 391 votos contrários e 242 favoráveis, a Câmara dos Comuns se negou a ratificar o texto negociado por May e a UE, que incorporava garantias adicionais em relação à primeira versão do acordo quanto ao mecanismo para evitar a criação de uma fronteira entre as duas Irlandas.

Desta vez, a derrota de May teve uma margem de 149 votos – na primeira votação, a diferença foi de 230. Mesmo assim, esta é uma das maiores derrotas de um líder do governo na Câmara dos Comuns na história do Reino Unido.

Sem o acordo, Theresa May e o governo terão de traçar uma nova estratégia para o Brexit. Nesta quarta-feira (13), o Parlamento voltará a se reunir para decidir se o Reino Unido irá deixar a União Europeia em 29 de março, como planejando, mesmo sem um acordo com o bloco.

Entrave nas Irlandas

O principal entrave para a aprovação do acordo proposto por May foi a fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte, que pertence ao Reino Unido. Com o Brexit, esta será a única fronteira terrestre entre a Grã-Bretanha e a União Europeia.

Com a saída do RU do bloco, a fronteira teria de ter controles mais rígidos, mas isso violaria o Acordo da Sexta-Feira Santa, assinado em 1989, A União Europeia, então, propôs que o Reino Unido mantivesse uma união aduaneira com o bloco até 2020, para dar mais tempo para a negociação de regras para esta questão. A proposta, no entanto, foi rejeitada por defensores mais radicais do Brexit por medo de que a união dure além do tempo determinado.

*Com EFE