Parlamento catalão aprova moção reafirmando direito de Puigdemont ser reeleito

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/03/2018 11h17
EFEHá cinco meses, Puigdemont fugiu da Espanha para evitar ser preso logo após o Parlamento catalão declarar independência

O Parlamento da Catalunha aprovou uma moção simbólica nesta quarta-feira reafirmando o direito do líder separatista da região, Carles Puigdemont, de ser reeleito, mesmo que ele esteja preso e aguardando possível julgamento. Ele é acusado de rebelião.

Partido a favor da separação da Catalunha do resto da Espanha usaram sua maioria marginal para aprovar a moção e continuar desafiando o governo, que estipula que nenhum candidato com problemas legais pode se tornar presidente da região.

Há cinco meses, Puigdemont fugiu da Espanha para evitar ser preso logo após o Parlamento catalão declarar independência. Autoridades espanholas destituíram Puigdemont e assumiram o governo da Catalunha.

No último domingo, Puigdemont foi preso na Alemanha, onde autoridades devem decidir pela sua extradição.