PCC coloca governo do Paraguai em xeque com fuga de 75 detentos; veja a lista de fugitivos

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2020 17h39
DivulgaçãoA ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez (centro) entregou o cargo após a fuga de membros do PCC; presidente não aceitou demissão

As falhas do sistema carcerário do Paraguai foram evidenciadas neste domingo (19) com a fuga de 75 integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e a suspeita de que houve ajuda de funcionários da penitenciária de Pedro Juan Caballero, no norte do país, para que eles escapassem.

Os membros da organização criminosa brasileira escaparam durante a madrugada por um túnel cavado a partir do pavilhão dedicado a eles até a área externa. A fuga, segundo o Paraguai, não teria ocorrido sem a cumplicidade de guardas e outros funcionários da penitenciária, que fica na cidade de mesmo nome, na fronteira com o Brasil.

A ministra da Justiça, Cecilia Pérez, que está há dois meses no cargo, lembrou hoje que avisou em dezembro do ano passado que tinha informações sobre planos de fuga do PCC em várias prisões do país, uma delas a de Pedro Juan Caballero.

A quadrilha estaria oferecendo US$ 80 mil para quem possibilitasse a saída de seus integrantes da cadeia, segundo a ministra, que chegou a entregar uma carta de renúncia ao presidente do país, Mario Abdo Benítez, depois da fuga. Ele, porém, recusou o pedido de Pérez e decidiu mantê-la no cargo.

Em entrevista coletiva, a ministra anunciou a demissão do diretor-geral de Estabelecimentos Penitenciários do Paraguai, do chefe do presídio de Pedro Juan Caballero e de vários guardas que trabalhavam no local.

Pérez também disse ser favorável à prorrogação da Lei de Emergência Penitenciária, sancionada em dezembro do ano passado por Abdo Benítez, depois de vários confrontos e motins realizados por detentos em algumas das prisões do país.

A lei estabelece a presença de militares nos perímetros das penitenciárias como uma estratégia de reforço de segurança. Além disso, autoriza o Ministério de Justiça a ampliar os gastos para contratar mais funcionários em caráter excepcional. “Foi um fato extremamente grave, sem precedentes uma questão de segurança nacional”, disse a ministra de Justiça em entrevista coletiva depois da fuga.

Segundo ela, entre os fugitivos estão seis tenentes do traficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano, conhecido como “Minotauro”, uma das principais lideranças do PCC, que foi preso em fevereiro de 2018 pela Polícia Federal.

Histórico negativo

Em novembro, quando assumiu o cargo, Pérez disse que a luta contra o crime organizado, tanto dos grupos locais como dos que vêm do Brasil para atuar no país vizinho, seria um dos focos de sua gestão. A outra era a reforma do sistema penitenciário.

A ministra substituiu Eber Ovelar, que alegou razões de saúde para deixar o Ministério da Justiça, e é a terceira a ocupar o cargo desde o início do mandato de Abdo Benítez, que chegou ao poder em agosto de 2018.

O primeiro titular da pasta foi Julio Ríos, demitido após o resgate de Jorge Samudio, um dos líderes do Comando Vermelho, outro grupo criminoso brasileiro com presença no Paraguai.

Samudio foi libertado depois de um grupo armado atacar o comboio que o levava de volta à prisão após prestar depoimento no Palácio de Justiça. Um policial que fazia parte da escolta ao traficante foi morto na ação. O cargo de Ríos, porém, estava em risco desde junho, quando dois motins protagonizados por integrantes do PCC deixaram 10 mortos e 17 feridos.

Ovelar e Pérez defenderam uma maior rapidez nos processos de extradição ao Brasil das cerca de 80 lideranças do PCC que cumprem pena no Paraguai.

As autoridades penitenciárias do país reconhecem que muitos desses presos têm “celas VIP”, com televisão, geladeira e computadores, que entram nas prisões paraguaias graças ao suborno de agentes e guardas. As “regalias” fazem com que eles prefiram cumprir as penas no Paraguai.

O exemplo mais conhecido dessa vontade foi o caso envolvendo o traficante Marcelo Pinheiro, conhecido como “Piloto”, que em novembro de 2018 matou uma jovem de 18 anos que foi visitá-lo no Agrupamento Especializado de Assunção, onde ele estava preso.

O Paraguai acredita que “Piloto” cometeu o crime para ser obrigado a responder ao processo no país e, assim, evitar a extradição para o Brasil. No entanto, Abdo Benítez decidiu expulsá-lo do Paraguai dias depois da morte do jovem. Na ocasião, o presidente afirmou que não era possível mais aguardar o processo judicial.

Veja abaixo a lista de fugitivos:

Paraguaios que estavam presos no piso superior:

1. WALTER TORALES
2. GUSTAVO ARIEL TABARES
3. SABIO GONZALEZ
4. DANIEL PAREDES MOREL
5. ENRRIQUE DUARTE
6. ORLANDO TORRES
7. JORGE DAMIAN VILLAMAYOR
8. HUGO RAMON PIZUINO
9. JOSE ADRIN OJEDA
10. OSVALDO FERREIRA
11. DELROSARIO GOMEZ
12. FIDEL CRISTINO CARDOZO
13. MILCIADES SANABRIA
14. RICHARD ANTONIO ROBLES
15. RUBEN GUSTAVO NUÑEZ
16. SILVIO GORRIDO
17. SANTIAGO NUÑEZ IRALA
18. MOISES ROJAS
19. JOSE ANTONIO MARIN
20. CRISTIN LOPEZ
21. FRANCISCO PERALTA
22. ALBERTO ARIEL CRISTALDO
23. GUSTAVO GOMEZ
24. ROBERT DAVID CRISTALDO
25. LUIS MARTINEZ VERA
26. CRISTIAN VERA
27. JOSE ADRIAN MELGAREJO
28. MARCIO VALENZUELA
29. CELSO LUIS ALVARENGA
30. RONAL FRNACISCO BRITEZ
31. ALEJANDRO MONGELOS
32. SANDRO ROBLES
33. HECTOR SILVA
34. EDGAR CABRERA

Brasileiros no piso inferior:

1. WELINTON ROCHA NERY DA COSTA
2. ANGELO BATISTA DE ALMORIN
3. EDUARDO ALVES DACUÑA
4. FLAVIO ROTELA
5. JHON BARBOZA
6. FRANCISCO DE CHAGAS
7. RAFAEL CARBALLO DA SILVA
8. MAURO VIEIRA
9. DERLIZ MARQUEZ GONZALEZ
10. LUCAS DE SOUZA
11. WILIAN SANTOS
12. LACSON DA SILVA PAULA
13. RODRIGO DA SILVA
14. RICARDO SMANIOTO
15. ODAIA FERREIRA DOS SANTOS
16. CLEITON NUNES

Paraguaios no piso inferior:

1. FRANCISCO BENARDO GIMENEZ

Brasileiros no piso superior:

1. JOSE ANTONIO DOS SANTOS
2. TIMOTEO DAVID FERREIRA
3. ALEX DOS SANTOS
4. WILIAN BEJANMIN GONZALEZ SALINAS
5. JACSON RAFAEL DOS SANTOS DA SILVA
6. FELIPE DIOGO FERNANDEZ
7. ALLA DOS SANTOS GADECHE
8. LUIS ANTONIO VARELA DA SILVA
9. LAURINDO DAE SOUSA NETO
10. OSVALDO POGINTO
11. MURILO RODRIGUEZ
12. CICERO FERNANDEZ DECIMO
13. REINAW CANTERO
14. RODRIGO ROCHA DE ARAUJO
15. MARCOS PAULO VALDEZ
16. JULIO CESAR GOMEZ
17. AILTON BETELLO DOS SANTOS
18. RAFAEL DE SOUSA N.
19. WILSON CURLO TORRES
20. ALAN TAVARES DA SILVA
21. CICERO MARCO SILVA
22. LUCAS ALVES DA SILVA
23. LUCIANNO DE SOUSA MARTINEZ
24. CLAUDINEI PREDEBON

*Com EFE