Polícia francesa entra em confronto com black blocs em Paris

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 10h19
Ian Langsdon / EFEOs agentes lançaram bombas de gás lacrimogêneo para afastar os manifestantes, que reagiram lançando projéteis

A polícia francesa entrou em confronto nesta quarta (1) com manifestantes black blocs na capital, Paris. Os militantes anticapitalistas, que costumam protestar com o rosto coberto, iniciaram o enfrentamento antes das tradicionais passeatas do dia do trabalho na capital.

Os policiais lançaram bombas de gás lacrimogêneo para afastar os manifestantes, que reagiram lançando projéteis. Ao menos uma pessoa ficou ferida.

Para conter os riscos de incidentes por parte dos radicais, as passeatas de 1º de maio, geralmente pacíficas e dedicadas a reivindicações salariais, vão acontecer  sob forte esquema de segurança.

Mais cedo, a polícia realizou 165 prisões para evitar conflitos. Segundo a emissora “France Info”, entre os detidos estão três espanhóis que portavam artefatos incendiários e objetos que poderiam servir como armas.

Mais de 7.400 policiais e gendarmes foram mobilizados na capital francesa para as manifestações, onde acredita-se que haverá entre “mil e 2 mil militantes radicais”, segundo o ministro do Interior, Christophe Castaner.

O presidente Emmanuel Macron exigiu, nesta terça (30), que a resposta aos black blocs seja “extremamente firme” em caso de violência.

Com Agência Estado