Pompeo afirma que, se convocado, vai testemunhar em processo de impeachment de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2020 17h46
EFEQuestionado sobre a repercussão do processo de impeachment em seus encontros com líderes mundiais, Pompeo desmereceu o caso

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou que irá testemunhar, se convocado, no processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “Se me pedissem para testemunhar, eu o faria”, disse em entrevista exclusiva à Bloomberg TV. Nesta terça-feira (21), o procedimento começou a ser julgado no Senado.

Questionado sobre a repercussão do processo de impeachment em seus encontros com líderes mundiais, Pompeo desmereceu o caso. “Há muitas coisas importantes ocorrendo no mundo. Os líderes veem o barulho que há em Washington, mas não é algo em que pensam no tempo em que estamos juntos”, completou.

Ele também falou sobre a Ucrânia, que está no centro da discussão já que Trump é acusado de ter condicionado ajuda militar ao país a uma investigação do democrata e ex-presidente Joe Biden. Segundo Pompeo, “a política exterior que estávamos executando naquela época é a mesma que estamos executando hoje em relação à Ucrânia e outros países”.

O secretário elogiou ainda a atuação do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e reforçou a importância de “retomar a democracia” venezuelana. Ele foi questionado também sobre a influência do Hezbollah no país latino-americano e disse que é “muito significativa”. O secretário acrescentou que a organização está não só na Venezuela, mas em países como Brasil também.

* Com informações do Estadão Conteúdo