Popularidade de Macron cai 10 pontos porcentuais em um mês

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/07/2017 14h09
Paris (France), 07/05/2017.- French president-elect Emmanuel Macron delivers a speech in front of the Pyramid at the Louvre Museum in Paris, France, 07 May 2017, after the second round of the French presidential election. Emmanuel Macron was elected French president on 07 May 2017 in a resounding victory over far-right Front National (FN - National Front) rival after a deeply divisive campaign, initial estimates showed. (Elecciones, Francia) EFE/EPA/THOMAS SAMSON / POOL MAXPPP OUTA queda é a maior para o período analisado (segundo e terceiro meses de governo) desde 1995

A popularidade do presidente da França, o social-liberal Emmanuel Macron, passou de 64% para 54% entre junho e julho, informou neste domingo, 23, o instituto Instituto Francês de Opinião Pública (Ifop), em pesquisa realizada para o periódico Journal du Dimanche.

A queda é a maior para o período analisado (segundo e terceiro meses de governo) desde 1995, durante o primeiro mandato de Jacques Chirac. À época, a aprovação do conservador mergulhou 15 pontos porcentuais – de 44% para 29%.

O recuo de Macron também é o segundo maior da história da pesquisa, que mede a popularidade dos presidentes franceses desde 1958.

A diminuição da aprovação popular ao social-liberal ocorreu em meio à primeira batalha pública dele desde que chegou ao governo, em maio. Na semana passada, o general Pierre de Villiers deixou o posto de chefe do Estado-Maior do Exército e disparou críticas à limitação orçamentária imposta por Mácron.

A demissão de Villiers culminou no que a imprensa francesa chamou de “fim da lua-de-mel” com Macron. O presidente assumiu com 62% de popularidade, de acordo com o Ifop.

A eleição dele foi considerada um respiro para a União Europeia, abalada depois de uma inflexão da política mundial ao nacionalismo representada pela vitória do Brexit e de Donald Trump nos Estados Unidos.