Porta-voz do Kremlin é advertido por fazer propaganda a favor de Putin

  • Por Agência EFE
  • 02/02/2018 11h34
EFESegundo as pesquisas, Vladimir Putin, de 65 anos, será reeleito com mais de dois terços dos votos

A Comissão Eleitoral Central (CEC) da Rússia advertiu nesta sexta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, por fazer propaganda a favor do presidente russo, Vladimir Putin, para as eleições presidenciais de 18 de março.

“Em 29 de janeiro foram publicadas algumas declarações do porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, com avaliações de um dos candidatos (…), que continham claros indícios de propaganda”, disse à imprensa a chefe do órgão eleitoral, Ella Pamfilova.

“Em nome da CEC, advirto o porta-voz do presidente que esse tipo de declaração é inadmissível”, acrescentou Ella.

Segundo a lei russa, funcionários do governo não podem favorecer nenhum dos candidatos presidenciais durante a campanha eleitoral.

Peskov prometeu à CEC ter mais cuidado com seus comentários.

“Peço desculpas pelas declarações que puderam ser interpretadas como propagandísticas”.

Nesta semana, ao comentar os protestos organizados pelo líder da oposição extraparlamentar Alexei Navalny, o porta-voz do Kremlin afirmou que não representam nenhuma ameaça para a “liderança absoluta” de Putin.

“Custa acreditar que alguém possa duvidar que Putin é o líder absoluto para a opinião pública, o líder do olimpo político com quem dificilmente alguém pode competir nesta etapa”, afirmou Peskov.

Segundo as pesquisas, Vladimir Putin, de 65 anos, será reeleito com mais de dois terços dos votos.