Portugal chega a 735 mortes por covid-19 e se aproxima dos 21 mil casos

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2020 12h51
EFE/EPA/ANTONIO BATEmbora a área metropolitana de Lisboa tenha menos casos do que o norte, foi na capital que ocorreu a maior descoberta coletiva de infecções

Portugal registrou novas 21 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, subindo o número de vítimas no país para 735. Já as infecções aumentaram para 20.863, de acordo com o último balanço divulgado nesta segunda-feira pelas autoridades de saúde.

Foram 657 novos casos de infecção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que corresponde a uma taxa de crescimento de 3,2% segundo dados apresentados hoje pela Direção-Geral de Saúde (DGS).

Entre os dados atualizados está a taxa de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) — agora de 54% — conforme disse o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, explicando que os 66 ventiladores que chegam da China serão distribuídos principalmente nas regiões norte e centra.

Casos em abrigo de refugiados

Embora a área metropolitana de Lisboa tenha menos casos do que o norte, foi na capital que ocorreu a maior descoberta coletiva de infecções: 138 novos casos em um albergue que abrigava refugiados.

O local havia sido evacuado no domingo (19), após a confirmação de um primeiro caso de infecção, e seus hóspedes e funcionários foram submetidos a 175 testes.

Aqueles que testaram positivo foram transferidos para um centro de Lisboa para passar duas semanas em quarentena, mas ainda não apresentaram sintomas. Os 31 casos com resultados negativos retornaram ao albergue de 40 quartos, que já foi desinfetado por especialistas.

Apesar disso, a tendência da curva indica uma estabilização da doença em Portugal, que estuda uma pequena reabertura da economia a partir do dia 2 de maio — permitindo o funcionamento de estabelecimentos de bairros e salões de cabeleireiro.

*Com informações da EFE