Preço do petróleo tem maior queda desde a Guerra do Golfo, há 29 anos

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2020 08h36 - Atualizado em 09/03/2020 08h36
EFE/Barbara GindlEspecialistas estimam que a guerra de preços pode levar ao colapso do petróleo, até cerca de US$ 20 por barril

O preço do barril de petróleo do tipo Brent caiu 26,31% nesta segunda-feira (9), atingindo um preço de US$ 33,36 no início do dia — a maior queda em um dia desde a Guerra do Golfo, há 29 anos.

Poucas horas depois, o petróleo do Mar do Norte para entrega em maio se recuperou ligeiramente na Bolsa de Mercado de Futuro em Londres, sendo negociado a US$ 34,80, uma queda de 23,1% em relação ao fechamento da última sexta-feira, quando fechou em US$ 45,29.

Nas últimas semanas, o preço do petróleo vinha em declínio após a epidemia da Covid-19, que atingiu fortemente as bolsas de valores em todo o mundo e as ações das companhias aéreas caíram devido ao impacto que o surto terá em suas operações.

Mas a queda desta segunda ocorreu depois que a aliança entre a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), a Rússia e outros nove produtores ter falhado na última sexta-feira (6) em Viena, pela primeira vez desde que foi forjada em 2016 — sem alcançar um compromisso com um novo corte no fornecimento conjunto de petróleo.

Um dia antes, a Opep havia concordado por unanimidade com a iniciativa da Arábia Saudita de retirar 1,5 milhão de barris do mercado para interromper a queda na demanda provocada pelo coronavírus. De acordo com a mídia, o revés nestas negociações causou uma guerra de preços entre sauditas e russos.

Especialistas estimam que a guerra de preços pode levar ao colapso do petróleo, até cerca de US$ 20 por barril, a menos que sauditas e russos voltem às negociações.

Na Ásia, as bolsas de valores abriram com quedas acentuadas, como o Nikkei, do Japão, que perdeu 5%, enquanto o mercado australiano registrou queda de 7,33%.

Em Londres, o índice geral FTSE-100, que agrupa as principais empresas, começou o dia com uma queda de 107,49 pontos – 1,66% -, ficando em 6.355,06.

O dólar, a moeda utilizada para o preço do petróleo, registrou hoje uma queda de 1,23% na capital britânica em relação ao euro, para 0,874 euros, e uma queda de 1,03% em relação à libra, para 0,758 libras.

*Com informações da EFE