Protesto da extrema-direita termina com ao menos nove feridos e 25 crimes na Alemanha

  • Por Agência EFE
  • 02/09/2018 08h56
EFEDe acordo com estimativas finais de Polícia, cerca de 9.500 pessoas protestaram nas ruas desta cidade no leste da Alemanha

A Polícia da Alemanha informou neste domingo (02) que o dia tenso deste sábado, em Chemnitz, onde foi realizada uma marcha de extrema direita e várias contramanifestações, terminou com pelo menos nove feridos e 25 crimes.

A Polícia também disse que um afegão de 20 anos foi atacado horas depois dos protestos por quatro homens encapuzados e que ela está investigando se os agressores poderiam ter participado da manifestação de extrema-direita.

De acordo com estimativas finais de Polícia, cerca de 9.500 pessoas protestaram nas ruas desta cidade no leste da Alemanha, uma semana depois de um homem ter morrido esfaqueado, supostamente por dois imigrantes, e uma caça a estrangeiros ter sido iniciada por grupos neonazistas.

Aproximadamente 4.500 pessoas participaram da passeata, enquanto a intitulada “amor ao invés do ódio” atraiu cerca de 4.000.

Outras mil pessoas dividiram-se entre diferentes contramanifestações que cruzaram a rota da marcha da extrema-direita e, no final, conseguiram impedi-la de completar seu percurso.