Putin autoriza envio de tropas à Ucrânia para ‘manter a paz’ nas regiões pró-Rússia

Anúncio ocorre horas após o presidente russo reconhecer a independência de duas regiões separatistas em solo ucraniano

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2022 21h09
EFE/EPA/ALEXEI DRUZHININ / SPUTNIK / KREMLIN POOL MANDATORY CREDIT - 4/03/2021 O presidente da Rússia, Vladimir Putin Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou que sua equipe de armas nucleares se posicionassem para o confronto com a Ucrânia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, autorizou nesta segunda-feira, 21, o envio de tropas russas para a Ucrânia com o objetivo de “manter a paz” nas regiões separatistas. Embora o decreto do Kremlin tenha o aval do mandatário, não há menções sobre o momento em que a entrada russa acontecerá em solo ucraniano, ou mesmo se ela ocorrerá. Países que integram o Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) convocaram uma reunião nesta noite para debater sobre o tema. A medida ocorre horas após líder russo reconhecer a independência de duas regiões no leste ucraniano. O anúncio ocorreu por meio de um pronunciamento onde Putin afirma ser necessário “tomar uma decisão há muito esperada: reconhecer imediatamente a independência e a soberania da República Popular de Donetsk e da República Popular de Luhansk”.

*Com informações do The Washington Post