Questionado sobre Bolsonaro, diretor da OMS reafirma seriedade da covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2020 12h54
EFEGhebreyesus também insistiu na importância de haver condições adequadas para profissionais de saúde

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades internacionais subordinadas à Organização das Nações Unidas, como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), lançaram nesta quarta-feira (25), um Plano de Resposta Humanitária Global contra os efeitos do coronavírus.

Durante a teleconferência sobre o assunto, ao ser questionado sobre as declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro de que a doença seria similar a um “resfriado”, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus se limitou a comentar que “em muitos países, o coronavírus é uma doença muito séria”.

“Como vocês sabem, a pandemia tem acelerado nas duas últimas semanas e, embora o coronavírus seja uma ameaça para todas as pessoas, o que é mais preocupante é o risco que o vírus representa para pessoas já afetadas pela crise”, afirmou.

Ghebreyesus também insistiu na importância de haver condições adequadas para profissionais de saúde, dizendo que eles “são heróis, mas também são humanos” e correm riscos.

*Com informações do Estadão Conteúdo