Regiões da Alemanha propõem retomada completa das atividades

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2020 12h09 - Atualizado em 25/05/2020 12h11
Clemens Bilan/EFEEm contrapartida, o governo alemão quer estender as medidas de distanciamento físico até 5 de julho

Regiões do leste da Alemanha estão propondo uma retomada completa das atividades comerciais. A decisão, baseada nas baixas taxas de contaminação pelo coronavírus registradas nos locais, contraria as recomendações feitas pelo governo de Angela Merkel.

A intenção declarada do governo regional da Turíngia, liderado pelo partido de esquerda Die Link, de suavizar as restrições e confiar na responsabilidade dos cidadãos ganhou apoio da região da Saxônia, controlada pelos conservadores.

A ideia é deixar para trás medidas restritivas do início de junho. Isso não significa que o povo deveria “se abraçar e esquecer as regras do isolamento social”, mas sim confiar no comportamento individual da população, explicou o líder da Turíngia, Bodo Ramelow.

Em contrapartida, o governo alemão quer estender as medidas de distanciamento físico até 5 de julho. Preparado pela chancelaria, um documento que deve ser discutido com os 16 Estados do país planeja manter uma distância de pelo menos 1,5 metro entre as pessoas e prevê até dez indivíduos ou duas famílias reunidas em espaços fechados ou públicos. O projeto de resolução do governo mantém a “obrigação de usar uma máscara em alguns locais públicos”.

A Saxônia também planeja reduzir ao mínimo as limitações. As iniciativas das regiões contrastam com a norma vigente até agora na Alemanha, em que cada fase foi acordada entre o governo federal e regionais.

*Com informações do Estadão Conteúdo