Rodada de conversas sobre Brexit não rendeu decisões relevantes, diz Barnier

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/11/2017 11h31
ANDY RAIN/EFEA proposta inicial é que o Brexit seja completado até o fim de março de 2019

O principal negociador da União Europeia para o “Brexit”, como é conhecido o processo de retirada do Reino Unido do bloco, disse nesta sexta-feira que nenhuma decisão relevante foi tomada durante a última rodada de negociações sobre o assunto e alertou para a necessidade de que haja progresso nas duas próximas semanas para que as discussões avançam para questões cruciais, como comércio.

Michel Barnier explicou que os dois dias de negociações desta semana serviram para “aprofundar” o diálogo sobre aspectos complexos da separação, como de que forma o Reino Unido pagará para sair da UE e como ficará a questão da fronteira com a Irlanda.

Segundo Barnier, houve “algum avanço” no que diz respeito aos direitos dos cidadãos, mas as dificuldades persistem.

Barnier defendeu que é “fundamental” transformar em compromisso concreto a promessa da primeira-ministra britânica, Theresa May, de que o Reino Unido pagará suas obrigações financeiras antes de se retirar da UE.

Já para o secretário britânico para o Brexit, David Davis, é preciso flexibilidade e pragmatismo de ambos os lados para que as conversas avancem.

Os comentários vieram num momento em que a autoridade britânica que desenvolveu as regras do Brexit afirmou que o Reino Unido pode legalmente interromper o processo em qualquer momento antes da saída prevista para 2019. John Kerr, que elaborou o chamado Artigo 50, afirmou que durante as conversas “as partes ainda estarão casadas”. “Podemos mudar de ideia em qualquer estágio”, notou ele.

A proposta inicial é que o Brexit seja completado até o fim de março de 2019.