Rússia busca mercenários estrangeiros e recrutas de empresas militares privadas, diz Reino Unido

Informação foi apontada pelo serviço de inteligência dos britânicos, que monitora o conflito no Leste Europeu

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2022 10h16
Sergei SUPINSKY / AFP Tropas da Ucrânia Tropas ucranianas continuam resistindo à invasão russa e impondo severas perdas ao exército de Vladimir Putin

O serviço de Inteligência do Reino Unido, ligado ao Ministério da Defesa do país, afirmou nesta quinta-feira, 24, que a Rússia está buscando formas alternativas para reabastecer seu exército de soldados após duras perdas durante o conflito na Ucrânia. Dentre elas, o país estaria em busca de “mercenários estrangeiros” e de funcionários de empresas militares privadas. Os ingleses vêm monitorando a guerra no Leste Europeu e publicando frequentemente atualizações sobre a situação – já tendo previsto a intensificação do conflito e o cerco a Kiev, na semana passada.

“As forças russas quase certamente sofreram milhares de baixas durante a invasão da Ucrânia. A Rússia provavelmente está agora procurando mobilizar sua mão de obra reservista e recruta, bem como empresas militares privadas e mercenários estrangeiros, para substituir essas perdas consideráveis. Não está claro como esses grupos se integrarão às forças terrestres russas na Ucrânia e o impacto que isso terá na eficácia do combate”, afirmou o serviço britânico. Na última quarta-feira, o serviço de inteligência da Ucrânia já havia comentado a situação das tropas russas, de esvaziamento de soldados e necessidade de reposição. Segundo os ucranianos, os russos estariam agora recrutando civis que tenham problemas com dívidas e na justiça, sob a possibilidade de perdão de tais problemas caso lutem na guerra contra a Ucrânia.