Rússia tem mais 200 mil casos da Covid-19; Moscou é o epicentro da doença no país

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2020 11h48 - Atualizado em 10/05/2020 11h49
EFE/EPA/SERGEI ILNITSKY O prefeito da capital, Sergey Sobyanin, prorrogou o isolamento até 31 de maio

A Rússia ultrapassou, neste domingo (10), a marca de 200 mil casos da Covid-19, dobrando o número de infecções em apenas dez dias. Ao todo, o país registra 1.915 mortes pela doença, incluindo 152 profissionais da área de saúde, segundo dados divulgados pelas autoridades sanitárias.

Nas últimas 24 horas, foram reportados 11.012 casos, 42% deles assintomáticos, elevando o total para 209.688. Com isso, o país é o quinto no ranking de contágio, atrás de Estados Unidos, Espanha, Itália e Reino Unido.

Moscou continua sendo o epicentro da pandemia na Rússia com 109.740 casos. O prefeito da capital, Sergey Sobyanin, prorrogou o isolamento até 31 de maio. A única exceção são os trabalhadores da construção civil e da indústria, que poderão retornar aos seus postos na terça-feira (12), embora devam usar máscaras e luvas e manter uma distância física de dois metros.

A Rússia atingiu 100 mil casos em 30 de abril e, desde então, acrescentou uma média de 10 mil casos por dia. Com isso, há uma estimativa de que se torne o segundo país com mais infecções por coronavírus em todo o mundo, atrás apenas dos EUA.

*Com informações da EFE