Rússia diz que está disposta a retomar negociações com a Ucrânia

Conselheiro do Kremlin defende que congelamento das conversas ‘foi completamente iniciativa’ de Kiev

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2022 05h51 - Atualizado em 23/05/2022 05h56
EFE/EPA/TURKISH PRESIDENT PRESS OFFICE HANDOUT HANDOUT EDITORIAL negociação russia e ucrania Depois que as forças russas entraram na Ucrânia, em fevereiro, foram organizadas rodadas de conversações entre os dois países

O negociador russo Vladimir Medinsky afirmou neste domingo, 22, que a Rússia está disposta a retomar os diálogos em busca de um cessar-fogo na Ucrânia, assegurando que as tratativas foram suspensos por causa de Kiev. “De nossa parte, estamos dispostos a continuar o diálogo”, afirmou Medinski, conselheiro do Kremlin e encarregado das negociações. Segundo ele, “o congelamento das conversas foi completamente uma iniciativa da Ucrânia”. “A Rússia nunca rechaçou as negociações”, completou. Depois que as forças russas entraram na Ucrânia, em 24 de fevereiro, foram organizadas rodadas de conversações entre os dois países. Os ministros das Relações Exteriores russo e ucraniano se reuniram em março na Turquia e as delegações se encontraram em Istambul, mas sem sucesso. O negociador ucraniano, Mikhailo Podoliak, declarou na terça-feira, 17, que as conversas tinham sido suspensas, a medida que a Rússia centralizava sua “operação especial” no leste do país.

*Com Agence France-Presse