Rússia emite novo ultimato às tropas ucranianas em Mariupol

Ministério da Defesa russo pediu que tropas russas deixem o complexo da siderúrgica Azovstal até as 14h (de Moscou) desta quarta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2022 00h35
EFE/SERGEI ILNITSKY Mariupol Mariupol está sitiada pelas tropas russas há dias

O Ministério da Defesa da Rússia emitiu um novo ultimato aos combatentes ucranianos que estão em um complexo industrial na cidade portuária de Mariupol, de acordo com um relatório da Reuters. “As forças armadas da Rússia, baseadas puramente em princípios humanitários, propõem novamente que os combatentes dos batalhões nacionalistas e mercenários estrangeiros cessem suas operações militares a partir das 14h de Moscou (9h de Brasília) em 20 de abril e deponham as armas”, disse o Ministério. A oferta apresentada na segunda-feira não foi aceita por nenhum soldado. Os combatentes apoiados pela Rússia estão tentando invadir a siderúrgica Azovstal, onde os locais estão resistindo. Segundo a Câmara Municipal de Mariupol, civis estão se refugiando na siderúrgica. O presidente ucraniano, Zelensky, disse que a situação permanece “o mais difícil possível, sem mudanças”, e o destino de dezenas de milhares de civis permanece desconhecido.