Rússia reitera apoio ao ditador venezuelano Nicolás Maduro

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2019 10h19
Agência EFEO presidente da Rússia, Vladimir Putin

A Rússia reiterou nesta quinta-feira (14) seu apoio à Venezuela e ao ditador Nicolás Maduro. Segundo a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, o país “se baseia no direito internacional e no princípio da soberania dos países em linha com o estabelecido na Carta das Nações Unidas”.

Durante entrevista coletiva, a diplomata lembrou que o chanceler russo, Sergey Lavrov, conversou nesta semana por telefone com o colega americano, Mike Pompeo, e que o advertiu contra “qualquer ingerência exterior nos assuntos internos da Venezuela”. “A pergunta é: o que os Estados Unidos procuram? Se querem que a Rússia modifique sua postura, isso dificilmente será possível”, afirmou.

Zakharova também criticou Washington pela “obsessão” com a derrocada do “governo legítimo” da Venezuela. De acordo com ela, o governo norte-americano está usando todos os tipos de “recursos midiáticos e psicológicos” para manifestar sua reprovação a Maduro.

A porta-voz, contudo, reiterou o apoio de Moscou à iniciativa do México e do Uruguai de buscarem uma saída à crise venezuelana sem ultimatos nem condições prévias e disse que a Rússia está à disposta a entrar nos esforços mediadores.

Desde o primeiro momento, o presidente russo, Vladimir Putin, apoiou Maduro, diante do que chamou de “ingerência destrutiva” dos Estados Unidos. Putin apontou o dialógico como forma de solucionar a crise no país latino-americano, que se agravou depois que o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, se autodeclarou presidente interino do país em janeiro.

*Com informações da Agência EFE