Senado recusa convocação de novas testemunhas no impeachment de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 31/01/2020 20h47
EFECom 51 votos contrários e 49 favoráveis, a maioria republicana bloqueou a proposta dos democratas

O Senado dos Estados Unidos, controlado pelos republicanos, decidiu nesta sexta-feira (31) não convocar novas testemunhas para o julgamento do impeachment do presidente do país, Donald Trump, o que abre caminho para o encerramento antecipado do processo.

Com 51 votos contrários e 49 favoráveis, a maioria republicana bloqueou a proposta dos democratas, que queriam ouvir, entre outras testemunhas, o ex-assessor de Segurança Nacional John Bolton.

O caso

Trump é acusado pelos democratas de ter abusado dos privilégios do cargo de presidente, para pressionar o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, a investigar a família de Joe Biden — seu maior rival entre os candidatos democratas às eleições presidenciais de 2020.

O presidente teria retido US$ 400 milhões em verbas da área de Defesa, prometidos à Ucrânia, para obrigar Zelenskiy a investigar as atividades de Hunter Biden — filho de Joe — quando era integrante do Conselho de Administração de uma empresa estatal de gás ucraniana.

Analistas consideram impossível que isso leve à destituição de Trump, já que o Partido Republicano tem maioria no Senado norte-americano.

* Com EFE