Como ‘sinal de normalização’, Trump fala em convocar cúpula do G7

O presidente dos Estados Unidos considera convocar pessoalmente os líderes do G7 para uma reunião. O encontro foi cancelado anteriormente devido ao coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2020 13h55
Yuri Gripas/EFEDonald Trump é o atual presidente dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (20) que está considerando convocar pessoalmente os líderes do G7 em seu país para sua cúpula anual, depois de ter cancelado anteriormente devido à pandemia da Covid-19, como um sinal de “normalização”.

“Agora que nosso país está em ‘transição de volta à grandeza’, estou pensando em reprogramar o G7, na mesma data ou em uma data semelhante, em Washington DC, no lendário Camp David”, disse Trump, em sua conta no Twitter, em referência à residência presidencial nos arredores da capital americana.

“Os outros membros também estão iniciando seu retorno. Portanto, seria um grande sinal para todos – a normalização”, observou. A cúpula dos líderes do G7, que deverá acontecer nos EUA por conta do país estar ocupando a presidência temporária do grupo, estava programada para 10 a 12 de junho.

No mês passado, Trump anunciou seu cancelamento diante da rápida expansão e gravidade da pandemia do novo coronavírus, e disse que a cúpula poderia acontecer de maneira virtual.

Embora a taxa de infecções e mortes começou a diminuir nos EUA, o país continua sendo o foco central da pandemia global, com mais de 1,5 milhão de casos confirmados de Covid-19 e 91.845 mortes, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Além dos EUA, o G7 é composto por Japão, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Alemanha.

*Com informações da EFE