Síria: Ataques com drones matam ao menos 12 milicianos pró-iranianos

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2020 10h43
EFEOs mortos são iraquianos e afegãos, disse o Observatório, acrescentando que os ataques também causaram danos a veículos e a depósitos de munição

Ataques com drones em uma base militar no leste da Síria deixaram, ao menos, 12 milicianos pró-iranianos mortos. As ações acontecem dias após a chegada dos reforços na área, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Aeronaves não tripuladas lançaram até oito ataques contra a sede das milícias iranianas na base Meizileh, na província de Deir al Zur, segundo a ONG, que tem sede no Reino Unido, mas conta com uma grande rede de parceiros em território sírio.

Os mortos são iraquianos e afegãos, disse o Observatório, acrescentando que os ataques também causaram danos a veículos e a depósitos de munição.

A organização também destacou que milícias pró-iranianas levaram, na quarta-feira (3), reforços militares para suas posições na cidade de Al Mayadin, na fronteira com o Iraque. Os grupos apoiam o presidente sírio, Bachar al-Assad, no conflito no país, que já dura mais de oito anos.

Em 5 de maio, 14 milicianos pró-iranianos foram mortos em um ataque que o Observatório atribuiu a Israel, também em Deir al Zur. Essas ações vêm ocorrendo porque o governo israelense considera que a presença do Irã na Síria representa uma ameaça à sua segurança.

Essas áreas no leste da Síria, incluindo Al Bukamal e Al Mayadin, são controladas pelas forças do governo local e são um ponto de trânsito regular para as milícias xiitas que apoiam Damasco entre o país e o Iraque.

*Com informações da EFE