Síria: explosões de carros-bomba deixam pelo menos 21 mortos em Damasco

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/07/2017 09h08 - Atualizado em 02/07/2017 13h09
As filmagens feitas pela TV estatal da cena de uma explosão, ao longo da estrada para o aeroporto, mostraram pelo menos dois veículos queimados

Uma série de explosões de carros-bomba mataram pelo menos 21 pessoas e feriram mais uma dúzia em Damasco, capital da Síria, neste domingo, informou a TV estatal.

Um deles foi detonado por um terrorista suicida que explodiu depois de ter sido cercado por forças de segurança, informou a mídia estatal. Ele disse que as forças de segurança interceptaram os outros dois carros-bomba, sugerindo que eram explosões controladas.

As filmagens feitas pela TV estatal da cena de uma explosão, ao longo da estrada para o aeroporto, mostraram pelo menos dois veículos queimados. A rua fechada estava cheia de escombros, enquanto os homens de segurança vagavam pela área. O registro da Praça Tahreer, no centro de Damasco, mostrou a fachada de um edifício gravemente danificado e os veículos destruídos estacionados na pequena rotatória.

A TV estatal disse que as forças de segurança detectaram dois carros-bomba em uma entrada da cidade e frustraram um plano para atingir as áreas mais movimentadas da cidade, no primeiro dia de trabalho após o longo feriado muçulmano que segue o Ramadã. A agência estatal de notícias SAN’A disse que as forças de segurança detonaram dois carros-bomba no cruzamento da estrada do aeroporto.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos do Reino Unido, um grupo de monitoramento da oposição, também relatou as três explosões. O número de mortos, segundo o Observatório, chega a 12, incluindo o suicida.

Tais ataques são relativamente raros em Damasco, a sede do governo Bashar al-Assad. As forças pró-governo têm lutado para expulsar rebeldes de Ain Terma, uma de suas últimas fortalezas nos subúrbios a leste da cidade.