Sobe para 30 o número de mortos em ataque a mercado de Bagdá

Explosão teve como alvo a população xiita e foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2021 13h33 - Atualizado em 20/07/2021 18h37
wissam al-okaili/ reuters Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas

Subiu para 30 o número de mortos após a explosão de uma bomba caseira em um mercado de Bagdá, capital do Iraque, nesta segunda-feira, 20. Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas. Segundo o capitão da polícia iraquiana, Abdullah Al Huseiani, mais da metade das vítimas são mulheres e crianças. O ataque teve como alvo a população xiita e foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico, que afirmou através de seus canais de propaganda no Telegram que um homem-bomba detonou seu colete explosivo no meio de uma congregação de “renegados”, como o EI chama os muçulmanos xiitas.

O presidente iraquiano, Barham Salih, lamentou que os radicais “não querem que o povo se divirta nem por um momento, com segurança e alegria” e prometeu que o Estado eliminará “o terrorismo odioso e covarde de suas raízes”. Já o primeiro-ministro Mustafa Al-Kadhimi afirmou que as forças armadas e de segurança iraquianas perseguirão os terroristas “em cada buraco e em cada esconderijo”. As medidas de segurança foram reforçadas em Bagdá, com o destacamento do Exército, Polícia Federal e local.

*Com informações da EFE