Superterça: Estado por estado, veja o que está em jogo nas primárias democratas

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2020 18h40 - Atualizado em 03/03/2020 18h40
EFE/EPA/HERB SWANSONO senador Bernie Sanders é um dos favoritos a ser o candidato democrata na disputa contra Donald Trump

As eleições primárias do Partido Democrata chegam nesta terça-feira (3) a um grande dia: a “Superterça”, na qual 14 estados votarão simultaneamente, entre eles Califórnia e Texas, os maiores do país.

Se até agora Iowa, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul repartiram 155 delegados, desta vez estão em jogo 1.357, um terço do total das primárias. Cinco candidatos disputam os votos: Bernie Sanders, Joe Biden, Elizabeth Warren, Tulsi Gabbard e Michael Bloomberg.

Veja abaixo os 14 estados que irão às urnas na “Superterça” e o que está em jogo em cada um deles:

1. CALIFÓRNIA: 415 DELEGADOS

Quando as primárias democratas de quatro anos atrás chegaram à Califórnia, em junho, a vitória de Hillary Clinton já estava definida. De irrelevante a valiosíssimo, o estado é o grande prêmio da “Superterça”, e o favorito da vez é o senador progresssita Bernie Sanders.

2. TEXAS: 228 DELEGADOS

Principal reduto dos sulistas conservadores, mas com 37% dos democratas de origem latina, o Texas decidirá se a campanha de Sanders é imparável ou se elegerá um moderado.

3. CAROLINA DO NORTE: 110 DELEGADOS

A Carolina do Norte elegeu um republicano em nove das últimas dez eleições presidenciais, mas é um “swing state” que os democratas esperam conquistar em novembro.

4. VIRGÍNIA: 99 DELEGADOS

Nos condados rurais da Virgínia são muitas as bandeiras confederadas, mas o controle político da ex-capital confederada agora está nos subúrbios progressistas de Washington, reduto de votos democratas.

5. MASSACHUSETTS: 91 DELEGADOS

Para a pré-candidata Elizabeth Warren, a “Superterça” é questão de vida ou morte, e Massachusetts, seu estado, pode ter a palavra final. Não vencer em casa complicará muito a continuidade da senadora na disputa.

6. MINNESOTA: 75 DELEGADOS

Outro estado que tinha uma campanha local, a da senadora Amy Klobuchar, que saiu da disputa na segunda-feira e apoiará o ex-vice-presidente Joe Biden.

7. COLORADO: 67 DELEGADOS

Um estado pioneiro: o primeiro a despenalizar o aborto (1967), a legalizar a maconha para uso recreativo (2012) e estabelecer um limite para o preço da insulina (2019). Caminho livre para Sanders.

8. TENNESSEE: 64 DELEGADOS

Junto ao Texas, que é o maior, meia dúzia de estados sulistas votam na “Superterça”, e o Tennessee é um deles. Terreno fértil para uma batalha particular entre os candidatos moderados.

9. ALABAMA: 52 DELEGADOS

Como na Carolina do Sul, a maioria de eleitores democratas no Alabama (56%) são negros. Joe Biden precisa conquistar esses votos para ter chances.

10. OKLAHOMA: 37 DELEGADOS

Em 2016, Oklahoma deu a Bernie Sanders sua única victoria da “Superterça” contra Hillary no sul. As pesquisas indicam que o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg pode surpreender.

11. ARKANSAS: 31 DELEGADOS

O estado dos Clinton, mas não necessariamente democrata. Arkansas é o último estado sulista da lista e, desde que Bill Clinton saiu da Casa Branca, tem votado implacavelmente em republicanos.

12. UTAH: 29 DELEGADOS

O Partido Democrata pediu para que os estados que organizaram caucus em 2006 trocassem o sistema para o de primárias tradicionais. Utah foi um dos estados da “Superterça” que obedeceram, assim como Colorado, Maine e Minnesota.

13. MAINE: 24 DELEGADOS

Competir na região da Nova Inglaterra é como jogar em casa para Sanders, que ganhou no Maine em 2016.

14. VERMONT: 16 DELEGADOS

Vermont é o reduto de Sanders. Nos anos 80, o hoje pré-candidato foi prefeito da principal cidade do estado, Burlington, antes de se tornar representante e senador.

BÔNUS 1. DEMOCRATAS NO EXTERIOR: 13 DELEGADOS.

Os eleitores democratas expatriados também votam em dezenas de centros de votação espalhados pelo mundo.

BÔNUS 2. SAMOA AMERICANA: 6 DELEGADOS

Os “territórios” ultramarinos como Porto Rico, Guam e Samoa Americana não têm direito a votar nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, mas podem participar das primárias. Samoa Americana realizará o único caucus da “Superterça”.

*Com EFE