Surto de cólera já atinge mais de mil pessoas em Moçambique

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2019 18h29
EFECidade de Beira concentra quase 100% dos casos

Mais de mil pessoas já foram diagnosticadas com cólera após a passagem do ciclone Idai por Moçambique. O número de mortos após o desastre subiu para quase 600 no país, o mais afetado pelo ciclone, e a média de infecções por cólera é de 200 por dia. As informações são do jornal alemão Deutsche Welle.

Apenas uma morte por cólera foi registrada, segundo o Ministério da Saúde do país, que pretende iniciar uma campanha de vacinação em massa nesta quarta-feira, 3. A maior cidade afetada, Beira, de 500 mil habitantes e que concentra quase 100% dos casos, vai receber 900 mil doses de vacina.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que os casos devem subir. A doença é transmitida por água ou alimento contaminado, e a destruição de fontes de água potável e a falta de saneamento básico nos abrigos superlotados criam um ambiente propício para a disseminação da doença.

Estima-se que o ciclone tenha afetado a vida de 1,3 milhão apenas em Moçambique.