Sri Lanka: 13 suspeitos de ataques são presos; 207 pessoas morreram

  • Por Jovem Pan
  • 21/04/2019 11h09 - Atualizado em 21/04/2019 17h15
EFESeis das oito explosões aconteceram simultaneamente às 23h local; 207 pessoas morreram e 470 ficaram feridas

A polícia do Sri Lanka informou que prendeu 13 suspeitos de terem participado dos múltiplos ataques a hotéis, casa e igrejas que deixaram pelo menos 207 mortos e 470 feridos na manhã deste domingo, 21.

Após as oito explosões, o Governo decretou estado de emergência em todo o país e a polícia impôs toque de recolher diante do temor de novos ataques. Segundo o jornal The Guardian, o governo identificou sete suspeitos.

Três agentes policiais que perseguiram suspeitos dos ataques de hoje foram mortos em uma explosão que pode ter relação com os ataques anteriores.

As seis primeiras explosões da manhã ocorreram simultaneamente, às 8h45 horário local (23h30 de sábado em Brasília), em hotéis de luxo e igrejas.

Até agora, nenhum grupo reivindicou os ataques.

Igrejas

St. Anthony’s Shrin: igreja católica localizada no subúrbio em Kochchikade, subúrbio de Colombo, capital do país. É uma das igrejas mais conhecidas de Sri Lanka. Foi construída no século XVIII, durante o período colonial.

St. Sebastian’s Church: igreja católica de Negombo, uma cidade católiga grande, que fica ao norte da capital Colombo. Sua construção é do estilo gótico.

Zion Church: fundada em 1970, a igreja fica na costa leste da cidade de Batticaloa

Hotéis

The Shangri-La Hotel: hotel luxuoso localizado no distrito financeiro principal de Colombo, a alguns metros do mar. Tem 500 suítes.

The Kingsbury Colombo Hotel: hotel de luxo localizado no centro de Colombo, a poucos metros do Shangri-La. Tem 229 quartos.

The Cinnamon Grand Colombo hotel: hotel localizado a dois quilômetrods de Kingsbury e próximo ao mar. Tem 499 suítes.